segunda-feira, 17 de agosto de 2009

RONALDO COM A BOLA, SARNEY COM A CANETA

Sim, vou escrever sobre José Sarney de novo. Juro por Deus que a culpa é dele...eu até queria comentar sobre alguma atriz gostosa que esta grávida, um novo funk carioca que ta bombando ou até mesmo sobre mais um caso de pedofilia com algum padre safadinho. Mais num dá, José Sarney ta na minha cola porra. Lembram-se daqueles caras chatos do ginasial que ficavam atirando bolinhas de papel com cuspe em nossas nucas? Então, essa é minha relação com o Sarney, e eu sou o cara que senta na frente, e a minha nuca já ta lotada de papéizinhos gosmentos. E adivinha quem é o professor que ta na sala? Ele mesmo meus caros, Luiz Inácio Lula da Silva é o homem com jaleco branco e apagador de madeira nas mãos.
Eu, hoje, até que bom aluno sou, tenho feito o dever de casa com muito custo e dedicação, mas todo dia é a mesma coisa - tem sempre um político atráz de mim catarrando em minha cabeça.
Tenho que confessar que estou em cima do muro, não sei o que faço. Posso levantar sutilmente minha mão direita até ser percebido pelo professor, que ira indagar o gesto, então direi cordialmente que tem alguém atirando bolinhas de papéis com cuspe em minha nuca, e assim, esperarei uma sábia posição do mestre diante do problema. Mas também posso tomar uma outra atitude, que no momento parece ser a mais apropriada. Levanto da cadeira com agressividade, pego José Sarney pelo pescoço e o arremesso para fora da sala de aula com violência e sucesso. E ao vê-lo jogado na sarjeta aos prantos e indefeso, direi entre dentes serrados, voz tremula e olhar maligno:
- Nesta sala você não entra mais, seu porco imundo!

Nenhum comentário: